Marcadores

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Cadeira antiga totalmente reformada

Passo-a-passo

Cadeira estava gasta, detonada, assento estragado pela ação do tempo. Assento de madeira parcialmente aberto e faltando cantoneira de madeira para dar suporte à almofada.
Ela só não tinha cupim. 
Pronta para o lixo? Nada disso, antes de mais nada falamos de uma cadeira de madeira maciça, sempre tem jeito.
Vamos trabalhar? Aqui passo para vocês como reformá-la.

Vamos começar pelo assento, esse só estava um pouco fundo e o tecido que o revestia um pouco sem graça.
 
Parte de cima do assento antigo.

Parte de baixo do assento.
Primeiro vamos retirar o tecido que foi pregado ao fundo com o auxílio de uma tesoura e chave de fenda.

Primeira surpresa, como a cadeira é antiga, nos deparamos com uma percinta formando uma cruz.
Era essa percinta que dava sustentação ao assento, junto com o tecido (laranja) da foto.

Seguimos retirando o tecido da parte de cima do assento, com o auxílio da chave de fenda.

Quando acabamos de soltar o tecido da frente, retiramos ele do quadro do assento e bingo! Mais uma surpresa, dessa vez palha e pasta de algodão.
Vamos guardar essa parte para reutilizar, visto que a palha e a pasta de algodão estão em boas condições.
Retirado o tecido, a pasta de algodão e a palha, encontramos esse tecido (laranja) que ajudava na sustentação do assento.
Vamos retirar esse tecido, novamente com o auxílio da chave de fenda.
Na sequência encontraremos a percinta em forma de cruz, também vamos retirá-la com a chave de fenda.
Milhares de pregos retirados depois... Ficaremos apenas com um quadro de madeira.

 Com o quadro de madeira apoiado sobre um tecido branco (apenas para ver melhor na foto), prendo as percintas novas com o auxílio de um grampeador de estofador. Observe que as percintas são fixadas no quadro-assento com a parte de cima do assento voltada para cima.
A percinta moderna pode ser encontrada em casa que vende tecidos para estofamento. Ao contrário da antiga, ela é como um elástico forte e é vendida a metro.
Na hora de fixar a percinta no quadro de madeira, dobre a borda da mesma e grampeie, para prender a outra extremidade, exerça uma leve tensão para esticar a percinta e fixe-a com o grampeador de tapeceiro na outra extremidade.
O trabalho antigo tinha a percinta formando apenas uma cruz. Aqui para dar mais resistência ao assento colocarei 2 tiras de percinta na horizontal e mais duas na vertical.
Observe que tranço uma percinta na outra antes de fixar a extremidade oposta.

No lugar do tecido velho (laranja) usado para reforçar o fundo do assento, utilizarei um tecido grosso e resistente para estofamento.
Esse tecido será fixado com o auxílio do grampeador de tecido, sobre a percinta, desta vez o quadro do assento está já com a parte de cima voltada para cima.

 Fixe o tecido de reforço sobre todo o quadro-assento.
Agora vamos cortar uma espuma para estofamento de 2cm com a medida do quadro-assento.

 Vamos acomodar a espuma cortada sobre o quadro (já com percinta e tecido de reforço fixados).

Lembra da palha com pasta de algodão que haviamos reservado? Hora de usar.
Vamos acomodar a palha e em seguida a pasta de algodão sobre a espuma.
Corte o tecido escolhido para a forração.  Pegue a fita métrica e meça a largura do assento e a altura das laterais e acrescente mais 10 cm para as dobras. Aqui a medida para corte ficou em 50cmx50cm.
Centralize o tecido sobre o assento, vire o conjunto (assento, espuma, palha, pasta de algodão e tecido) para que fique com o lado de baixo voltado para cima.
Hora de começar a grampear o tecido sobre o quadro de madeira. Fixe uma lateral, sem preder os cantos e em seguida fixe a extremidade oposta, lembrando de esticar bem o tecido para que não faça "rugas" na parte de cima do assento.
Fixe agora as outras laterais do assento, lembre de deixar os cantos por último. Sempre prendendo uma lateral e tensionando o tecido para que fique esticado sobre o assento.
Após fixar as duas laterais, tencione o tecido em um dos cantos e vire-o sobre o quadro de madeira e prenda com o grampeador.Fazendo uma pequena tensão no tecido para fora do assento e virando a ponta para dentro do assento, realizando pequenas preguinhas sobre o quadro de madeira e prendendo com o grampeador.

Corte um quadrado de T.N.T. branco com a medida do assento.
Faça uma pequena dobra (como uma bainha e fixe-o com o auxílio do grampeador a volta toda do assento.

Forro de T.N.T. fixado.
Aqui o assento pronto.

Aguarde reforma da parte de madeira...








sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Porta jóias branco com estuque branco


Passo-a-passo


A cliente pediu uma peça branca, o terror das artesãs.

Problema resolvido, aqui passo para vocês como preparar lindas peças totalmente brancas com acabamento acetinado e estuque branco.

Peças resistentes e com acabamento fácil de limpar.



Materiais necessários:

- Fundo preparador base água para madeiras e metais - marca Coral Coral
- Tinta esmalte branco acetinado base água para madeiras e metais - marca Coral
- Lixa para madeira nº 120 e nº220
- Estêncil com o motivo desejado
- Espátula 
- Massa acrílica - marca Coral
- Cola branca tipo extra, sugestão : Cascorez
- Espátula de silicone
- E.V.A. fino branco
- Régua, tesoura, pincel de cerdas duas nº16
- Rolinho de espuma, pincel de cerdas macias nº 16
- Caixa de M.D.F para jóias
- Fita crepe
- Chave phillips, para desaparafusar a tampa
- Termolina leitosa




Posicione o estêncil desejado na tampa de sua caixa e fixe-o com a fita crepe.
Em seguida com uma espátula de plástico aplique a massa acrílica.

Assim que acabar de aplicar a massa retire suavemente o estêncil.

Repita o procedimento com outro estêncil escolhido para realizar as laterais da peça. 

Para um charme a mais você pode repetir o procedimento na parte interna da tampa, verifique que a massa na parte externa esteja seca.

Aguarde secar. 

 Assim que estiver seco lixe seu estuque (massa aplicada com estêncil) para que fique suave ao toque das mãos. Utilize lixa nº 120.  Retire o pó com o auxílio de um pincel de cerdas duras e um paninho limpo e seco.


Molhe na água seu rolinho de espuma, aperte-o com um pano e retire o excesso de água, de forma que ele fique apenas úmido.

Aplique o fundo preparador com o rolinho úmido em toda a peça, por dentro e por fora.

Aguarde secar. São necessárias 3 demãos com intervalo para secagem. 

O processo de secagem pode ser acelerado com secador de cabelos.

Na parte interna da caixa, caso seja necessário (a peça fique áspera), lixe com lixa nº 220 entre as demãos (sempre com a peça seca).


Com a peça seca, aplique a tinta esmalte branca com o auxílio do rolinho de espuma.

Aguarde secagem. São necessárias 3 demãos, aguardando intervalo de secagem, para obter um branco acetinado perfeito.

Meça o fundo de sua caixa e corte um pedaçõ de E.V.A ou papel cartão branco para forrar com tecido. Meça e corte o tecido com 1cm a mais que o E.V.A. cortado.

Aplique a cola branca no E.V.A com o auxílio do pincel de cerdas duras, estique bem a cola para evitar excessos. 

Coloque seu tecido com lado direito voltado para baixo e cole o E.V.A, centralizado, sobre o tecido.

Vire o conjunto com o lado direito para cima, e com o auxílio da espátula de silicone,  alise o tecido para eliminar rugas e firmar o tecido.

Coloque o conjunto (tecido+E.V.A)  com o avesso voltado para você e corte os cantos. 

Em seguida cole as sobras de tecido no E.V.A.

Com todas as bordas coladas, passe cola em toda a parte exposta.

 Vire seu tecido forrado, com o avesso voltado para baixo, e cole no fundo de sua caixa.

Para facilitar a fixação utilize a espátula de silicone.

Para impermeabilizar o tecido, prepare uma mistura de uma parte de termolina e uma parte de água em um potinho. Misture bem e aplique sobre o tecido com o auxílio de um pincel de cerdas duras.

Aguarde secagem ou acelere o processo com um secador de cabelos.

Cole sua divisória sobre o tecido do fundo da caixa com cola branca.

Com uma parafusadeira ou chave phillips fixe as dobradiças e monte sua peça.


Um charme a mais pode ser conferido colando pequeninos chatons para completar o brilho de sua peça. Utilize cola branca.

Agora você tem uma peça impecavelmente branca, com muito charme, classe e brilho. 

Até a próxima.

Bandeja e porta guardanapos branco com estuque branco

Bandeja branca com estuque branco.

Porta guardanapos branco com estuque branco.
Detalhe da parte interna forrada com tecido impermeabilizado.



Cadeira de sala de jantar ouro


 Cadeira de sala de jantar

Totalmente renovada, da pintura ao estofamento do assento.
Encomenda entregue.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Como reformar uma cadeira de escritório

 A cadeira de seu escritório ficou velha demais? Rasgou e a tinta já começa a dar aparência de desgaste e/ou ferrugem? Vai jogar fora?


Nada disso, com pouco dinheiro vamos reformá-la e ainda dar personalidade a sua cadeira.

Lista de material:

- Tesoura
- Fita métrica
- grampeador de tapeceiro
- Grampos para o grampeador
- tecido para forrar a cadeira
- perfil de borracha para acabamento
- tinta Hammerite
- lixa para ferro nº 80
- trincha 3/4´´
- aguarrás
- um pote de plástico resistente para preparar a tinta
- T.N.T.. marrom 60cmx60cm
- cola branca cascorez tipo extra

Comece medindo com folga o encosto e o assento de sua cadeira. Nessa cadeira medi com folga 55cmx51cm para o assento e o  45cmx40cm para o encosto.  

Escolhi um tecido para forração que tem 1,40 m de largura, portanto comprei um pedaço de 60 cm para reirar 2 pedaços de 60cmx60cm  com folga para trabalhar e ainda sobrou 20 cm de tecido.

Você pode forrar sua cadeira com qualquer tipo de tecido, desde os tecidos para forração (são mais resistentes), até a chita, tecido alegre, bem estampado e principalmente muito barato. 

Quando usar chita, procure impermeabilizá-la, após forrar o assento e encosto, com uma mistura de uma parte de termolina para uma parte de água, misture bem e aplique com pincel de cerdas duras. Aguarde secar e ganhará resistência para o uso diário.

Para o perfil de borracha que dá acabamento ao redor do encosto e assento, tire a medida e compre com folga, aqui foram necessários 3 m de perfil e sobrou um pequeno pedaço.


Vamos começar desmontando a cadeira, com uma chave de fenda ou chave de copo (de acordo com o tipo de parafuso encontrado), vamos retirar o assento e o encosto da cadeira.

 Parafusadeira com chave de copo para retirar o assento.
 Parafusadeira com chave de copo.

 
Com o encosto e o assento desmontados vamos retirar o perfil de ambas as partes com o auxílio de uma chave de fenda e um alicate.

 Aos poucos a medida em que retiro os grampos com o auxílio da chave de fenda,

retiro junto o perfil velho arrancando com a mão, cuidado com os grampos que ficarem presos ao perfil para não cortar as mãos.
Os grampos mais resistentes puxo com o auxílio de um alicate.

 
Após retirar todo o perfil velho do encosto e do assento reservo essas peças e sigo para trabalhar no "corpo"  da cadeira.

Só retire o tecido velho caso esteja estragado de mais e venha a oferecer relevos indesejados para o acabamento novo. Caso contrário deixe o mesmo, pois ele ajuda a firmar o tecido novo.

Essa peça estava apenas um pouco enferrujada nos pés e com a tinta um pouco desgastada.
Optei por trabalhar com a tinta Hammerite, excelente para dar fim na ferrugem e com ótimo acabamento brilhante e resistente.

 
Em um ambiente aberto lixe com lixanº 80 de ferro todas as partes que contenham ferrugem, não é preciso muito exforço. lixe apenas o suficiente para nivelar um pouco a ferrugem com a peça. A tinta dará conta da ferrugem, é uma tinta poderosa.

Lixe também todas as partes de metal que não contenham ferrugem, nessas partes lixe apenas o suficiente para "quebrar" o brilho da tinta.

Uma vez lixada todas as parte de metal, limpe toda a peça com o auxílio de uma pano úmido.

Aguarde secar.



  Em um pote de plástico ou latinha de metal prepare a tinta com um pouco de aguarrás, acrescente a aguarrás na tinta para ela dar o ponte de fio, como se você fosse fazer um doce.

Misture bem e aplique a tinta com a trincha em todas as partes de metal.

Aguarde secar e aplique nova demão de tinta.

Para limpeza da trincha utilize aguarrás.

Enquanto o "corpo" da cadeira seca vamos preparar o assento e o encosto.

Nessa peça o fundo do assento era revestido com T.N.T uma vez que já estava um pouco gasto resolvi trocá-lo.

Cortei um pedaço de T.N.T com 060cmx0,60cm e colei no fundo da cadeira com o auxílio de um pincel de cerdas duras e cola branca tipo extra.

Apliquei a cola no fundo do assento com o pincel e com o auxílio de uma espátula de silicone fixei o T.N.T. 

Em seguida com uma tesoura arrematei  o excesso.

Hora de recortar o tecido para forração, meça e corte com folga o tecido para o encosto e o assento.

Com o auxílio do grampeador de tapeceiro fixo o tecido a toda volta do assento e do encosto, realizando pequenas dobras no tecido para realizar as curvas. Procure realizar dobras semelhantes nas extremidades opostas.

Apos grampear o tecido é hora de grampear o perfil para realizar o acabamento. 

O perfil vem dobrado ao meio e tem uma base para encaixar na parte de baixo do assento e na parte de trás da cadeira.

Abra o perfil com uma das mãos  e grampeie com a outra para que depois os grampos fiquem ocultos.

Aqui com a mão esquerda mantenho o perfil aberto para grampear.

Após grampear o tecido e o perfil, é só alegria...

Aparafuse o encosto e o assento e aproveite sua cadeira nova cheia de personalidade.

Detalhe do encosto e assento.
Detalhe dos pés pintados com Hammerite marrom escuro.

Cadeira pronta.